Continua. A qualquer momento está aí à tua frente... Então já estás de novo a sorrir. Tal e qual como é. Continua

Monday, December 22, 2008

Never say Never


Quote from:


Article: Vanity is so last year




And, somewhere along the way, the body became the new attire, a mutable status symbol subject to trends in proportion, silhouette, technology and disposable income.

But now, as the country plunges into recession, will financial hardship demote the pursuit of physical perfection?




O culto da beleza em geral e do corpo em particular é um dos pilares da Sociedade Mundial que tem vindo a ser explorado em todas as suas vertentes.

A Medicina, a Tecnologia e a Estética sao cada vez mais um Movimento ou uma Ciência em unisono, que se alimentam e complementam uma da outra. Isto se falarmos em termos da uma sociedade que tenha acesso a pelo menos + de 5 canais de televisao (se calhar até menos).

Agora que a esperança média de vida aumentou (pelo menos nos ditos países Desenvolvidos) o sindrome de Peter Pan já vai para além da parte psicológica: quer corporizar-se numa estética, numa imagem que no mundo imediatista em que vivemos vale por todas as palavras (e mais ainda que actos ou feitos).


O auge do individualismo reflecte-se na afirmaçao da imortalidade de uma imagem fresca, esguia, bio-alimentada, auto-medicada, sofisticada, (re)conhecida, tido com um exito profissionalmente-excertado. A finalidade é a de se manter atractiva durante todo o seu tempo te vida terrena.


A luta ideológica que se trava hoje em dia para alguns parece nao passar mais além da luta contra o envelhecimento (natural) do corpo (mesmo que a mente sa já há muito que nao acompanhe... mas isso nao se "vê"). O resto é a normalidade do mundo dia após-dia: estamos todos entediados, apaticos, entupidos pelas desgraças do mundo dos outros que por vezes salpicam nas nossas. As Guerras, a Fome, os Genocidios, o Crime, a Pedófilia, a Crise já fazem parte do quotidiano: já nao nos chocam a nao ser que as estatisticas ultrapassem a normalidade do telejornal anterior.


Agora, com a crise toda a industria cosmética, estética etc efectua estudos sobre se o consumidor vai reduzir esse empenho que tinha vindo a alicerçar durantes os ultimos anos de ouro e deixar de parte essa atitude (o crédito para intervençoes estéticas que já representava alguma fatia do bolo reduzirá?).


Sem dinheiro nao há vicios, é um facto. Mas também em tempos de crise é quando se procuram mais os escapes. Mais os "pequenos" mimos e prazeres fugávez que nos permitem alhear-nos um pouco da Realidade. Procuram-se irrealidades ou simples pastilhas elásticas (mastiga e deita fora, mas enquanto isso fico com o sabor a morango).


Faltam-nos Valores, Ideais: parece que tudo já aconteceu, e que nao vai passar disto que é agora: que será sempre assim sem novidades positivas.

Mas como diz o conto do Peter Pan: "Never say Never"



Labels: ,

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home